Contato

3286-2709 – Rua São Pedro, 369 – Fundos Câmara de Vereadores

Formação Continuada

Informamos que o site encontra-se em manutenção, por isso muitas informações pode estar incorretas e/ou desatualizadas. Agradecemos a sua compreensão.

O cenário da foFormação Continuada Professoresrmação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica, considerando os diferentes campos de concepções, visões, políticas, currículos, estudos e pesquisas, apontam para a necessidade de repensar a formação desses profissionais.

A formação dos profissionais, independente do nível, inicial ou continuada, deve ter por eixo a concepção de educação, e não simplesmente o ensino, contextualizada a se efetivar de modo sistemático e sustentável nas instituições educativas, por meio de processos pedagógicos entre os profissionais, articulados nas áreas de conhecimento específico e interdisciplinar, em uma dimensão horizontal, e nos níveis da educação básica (educação infantil, ensino fundamental e médio), na dimensão vertical.

Estes processos devem estar presentes nas políticas e na gestão pública da educação, fundamentados em teorias sociais e pedagógicas para uma formação democrática e cidadã, baseados em princípios formativos que visem o desenvolvimento e a aprendizagem de todos, independente do nível, etapas e modalidades da educação básica.

Para tornar efetivo o direito a uma educação de qualidade para todos, é necessário a reflexão sobre o papel docente, os profissionais do magistério, no complexo cenário atual da sociedade contemporânea. Alguns fatores que incide na qualidade da docência devem ser considerados para a formulação de politicas educacionais para os profissionais da educação: um sistema articulado de formação inicial, inserção profissional e formação continuada em serviço com impacto nas práticas educativas; um sistema transparente de carreira profissional e avaliação docente; um sistema de condições adequadas de trabalho com valorização profissional, que devem reunir as politicas para o fortalecimento da profissão docente, que sejam de Estado, sistêmicas e intersetoriais.

Todavia, a valorização docente passa pela necessária profissionalização, sendo fundamental a qualificação profissional, com formação adequada, salários de acordo com o piso nacional, jornada de trabalho que inclua atividades para estudo e pesquisa, planejamento e avaliação das práticas educativas, e atuação em atividades extraclasse.

Contempla-se ainda, na valorização profissional, a atualização do plano de carreira que possibilite aos profissionais da educação o crescimento profissional com a devida qualificação na área de atuação, condições de trabalho para que exerçam suas atividades e desempenhem seu importante papel no processo de ensino com os resultados esperados para o desenvolvimento crianças e a aprendizagem dos alunos.

A Secretaria da Educação de Gramado, até 2010, desenvolvia uma política de formação com ênfase em dois eixos: fomento à formação inicial dos docentes em exercício e a formação continuada pontual com a valorização na certificação para a promoção. Os resultados referentes a implementação da política de formação inicial a todos os docentes da Rede Municipal de Ensino, podem hoje ser identificados no Plano de Carreira do Magistério Municipal que contabiliza cerca de 99% dos professores da Educação Infantil e Ensino Fundamental com formação específica de nível superior, obtida em Curso de Pedagogia ou de Licenciatura na área de conhecimento em que atual. Os professores do quadro que não possuem a formação inicial optaram, apesar da oferta e fomento por parte do poder público municipal, por não concluir o nível superior. A partir de 2011 todos as vagas ofertadas em concurso público municipal estão asseguradas pelo ingresso de profissionais com nível superior correspondente à sua área de atuação.

Os resultados ainda ficaram evidenciados nas práticas educativas das escolas, com o debate promovido pelos professores por nível/área/disciplina. Em 2013 foi promovido o debate e a construção do currículo da Rede Municipal de Ensino, em consonância com as Diretrizes Nacionais Curriculares da Educação Infantil (Resolução CNE 05/2009) e as Diretrizes Nacionais do Ensino Fundamental de 9 anos (Resolução CNE/072010). O processo foi retomado, em 2015, para a construção da Base Municipal Comum Curricular, de acordo com a BNCC-Base Nacional Comum urricular, a ser implementado a partir de 2016 e 2017.

Formação Continuada Profissionais da Educação em Rede

O desafio é superar a política de formação continuada ofertada de forma fragmentada, não fortalecendo a articulação dos níveis da educação básica, área/disciplinas, e nem trabalhando em função de um perfil de professor necessário a ser formado para a Educação pública almejada. Com as experiências adquiridas, principalmente com o princípio da formação “em rede” está sendo possível abrir o debate, a partir das metas e estratégias do PMEG – Plano Municipal de Educação, de uma política definindo diretrizes para a formação continuada no Sistema de Ensino de Gramado.

Ao considerar a manifestação dos professores, de acordo com necessidades pedagógicas e didáticas, para a definição das áreas de formação, com a garantia de carga horária disponível e de promoções vinculadas à participação, a Secretaria da Educação de Gramado inova o processo, fortalecendo a política de formação continuada, valorizando os profissionais da Rede Municipal de Ensino para realização e desenvolvimento da formação, deixando a participação de convidados externos como oportunidade de compartilhar as experiências e práticas.

A expectativa é que as diretrizes para a formação continuada dos profissionais da educação da Rede Municipal de Ensino de Gramado se consolide como mais um espaço para a promoção da melhoria da qualidade do ensino e do desenvolvimento da aprendizagem, associada à valorização do educador como profissional.

Programas de Formação Continuada Profissionais da Educação Básica da Rede Pública de Ensino de Gramado (2009-2012  e 2013-2016)

Jornadas Pedagógicas da Educação de Gramado – Edição 2015 e 2016 –  Público alvo: diretores, professores, educadores, supervisores e orientadores, monitores, recreacionistas, servidores da educação;

Assessoria Técnica e Pedagógica para a implementação das Diretrizes Curriculares da Educação Infantil-DCNEI, MEC/UFRGS – Edição 2013 e 2014 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, monitores, recreacionistas, servidores da educação.

Assessoria Técnica e Pedagógica para a construção do  Plano Municipal de Educação de Gramado, MEC/UNDIME/SEDUC.RS – Edição 2014/2015 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, monitores, recreacionistas, servidores da educação e comunidades escolares (Conselhos Escolares e Gremios Estudantis).

Assessoria Técnica e Pedagógica para o Monitoramento e Avaliação do  Plano Municipal de Educação de Gramado, MEC/UNDIME/SEDUC.RS – Edição 2016 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, supervisores e orientadores, servidores da educação  e comunidades escolares (Conselhos Escolares e Gremios Estudantis).

Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa-PNAIC, MEC/UFSM – Edição 2013-2014 e 2015  – Público alvo: diretores, professores Bloco Alfabetizador (1°, 2° e 3° anos) das Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Gramado, supervisores e orientadores, servidores da educação.

Programa Consultoria para Educação de Qualidade, Formação Gestores de Escolas, Sistema FIERGS  – Edição 2014 – Público alvo: equipes diretivas das Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental,  servidores da educação.

Implementação Lei 10639/03 e  11.645/08 – Cultura Afro-brasileira e Indígena, Formação Continuada, Mostra de Trabalhos e Semana Afro Cultural, MEC/UFRGS – Edição 2009 a 2016 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, supervisores e orientadores, monitores, recreacionistas, servidores da educação.

Implementação Lei 11769/2008 – Música na Escola, Programa Música nas Escolas da Rede de Ensino de Gramado, MEC/UFRGS  – Edição 2010-2011 e 2013 a 2015 –  Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, supervisores e orientadores, monitores, recreacionistas, servidores da educação.

Implementação da Lei 12244/2010 –  Universalização das Bibliotecas Escolares em parceria com a Biblioteca Pública Cyro Martins, MEC/UFRGS – Edição 2010-2011 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, bibliotecários, servidores da educação.

Implementação Lei 13006/2015 – Cinema na Escola – Programa EDUCAVIDEO Gramado, UFRGS e Gramadotur – Edição 2011 a 2016- Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, supervisores e orientadores, servidores da educação.

Implementação Lei 10098/94 – Curso Educação Especial/AEE, FADERGS  – Edição 2013 – Público alvo: diretores, professores, professores AEE, educadores infantis,  supervisores e orientadores, servidores da educação.

Implementação da Lei 10436/2002 – Curso de LIBRAS, UCS  – Edição 2016 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis,  supervisores e orientadores, servidores da educação.

Projeto Horta e Gastronomia na Escola, MEC/SEDUC-RS – Edição 2011 a 2016 – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, supervisores e orientadores, recreacionistas, servidores da educação

Projeto Tecnologias e Mídias na Educação: implementação das Lousas Digitais na Escola – Sistema EDUCA.COM Gramado e do Sistema de Informação para a gestão na escola – Sistema EDUCAWEB  – Edição 2015 e 2016  – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis,  supervisores e orientadores,secretários de escolas, servidores da educação.

Projeto   “União Faz a Vida” ,  SICREDI – Edição 2015 e 2016  – Público alvo: diretores, professores, educadores infantis,  servidores da educação.

Projeto Formação Continuada de Educadores das Escolas Municipais da Educação Infantil e Ensino Fundamental de Gramado, Instituto  Avisa Lá, Edição 2015 e 2016, Público alvo: diretores, professores, educadores infantis, recreacionistas, servidores da educação.

Projeto Educação Empreendedora,  Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Governo do Rio Grande do Sul, Edição 2016  – Público alvo: diretores e professores da EMEF Dr. Carlos Nelz – CAIC,   servidores da educação.

Curso Educação para o Turismo – parceria Secretaria do Turismo Edição 2016 – Público alvo: diretores, professores anos iniciais do Ensino Fundamental, supervisores e orientadores, servidores da educação.